A habilidade de ressignificar

Certamente, você já deve ter ouvido a frase: “Se pudesse voltar no tempo, faria tudo diferente”. Quem nunca? Tal pensamento, muitas vezes, pode ser fruto de um arrependimento ou até mesmo de um processo de amadurecimento. E ao refletir sobre o que poderia ter sido, surge a questão: Como podemos mudar algo que já aconteceu? Para muitos, a resposta se resume em uma palavra: Impossível.

Será mesmo? Diante das novas descobertas e estudos do comportamento humano, sabe-se que é possível resgatar a memória de um determinado acontecimento (marcante) e modificar a representação atribuída a tal fato. Isto quer dizer, simplesmente, mudar o seu significado. VER com outros olhos. Ressignificar!

Uma nova forma de ver a vida!  

Para desenvolver esta importante capacidade de ressignificar, vale considerar que o passado, o presente e o futuro, estão totalmente ligados em um só tempo: o presente.  Ou seja, no “aqui e agora” é possível mudar o significado do que passou e, assim, estabelecer uma série de mudanças (positivas) que podem influenciar a vida em todos os aspectos.

Quer saber como isso acontece? Ao mudar a maneira como você enxerga (representa) um fato, você altera também o seu pensamento. E esta nova visão produz um novo sentimento, o qual gera novos comportamentos. E, como consequência deste maravilhoso processo, você muda os seus resultados!

Portanto, permitir-se a esta nova interpretação dos acontecimentos passados – no momento presente – nos conduz a novas maneiras de agir. E esta nova postura, nos permite projetar e vivenciar um futuro diferente.

 

O que passou, passou! 

Outro entendimento importante é perceber que o passado não existe mais. O que há, de fato, é a percepção dos acontecimentos já vivenciados. São memórias guardadas no inconsciente. Estas, inclusive, é que dão origem às nossas crenças.

Estas “verdades individuais”, inclusive, são construídas a partir do impacto sentimental (bom ou ruim) que algumas experiências causaram no passado. Aquilo que ‘marcou’ – positivamente ou negativamente – reflete nossas ações no presente.

Por isso, vale lembrar aquela expressão: “Fatos são fatos, mas é a importância que damos a estes, que dirá se são bons ou ruins”. Ou seja, os julgamentos que fazemos de determinada situação – se ela nos beneficia ou prejudica-, são baseados no nosso sentimentos. A partir deste entendimento fica mais fácil compreender que não podemos alterar o que passou, porém, a maneira como o interpretamos (vemos) hoje, definirá seu real significado.

 

Liberte-se! 

Embora  não possamos mudar as nossas memórias, podemos alterar a percepção dos eventos passados – que tanto marcaram – e assim, ressignificá-los. Ao dar um novo sentido ao que aconteceu, é possível nos libertar de sentimentos que, muitas vezes, aprisionam.

E se você conseguir refletir, com serenidade e equilíbrio, sobre o seu passado, com novas “lentes”, um novo entendimento surgirá e, finalmente,  será possível fazer as pazes com o que te impede de prosseguir – de maneira mais leve e libertadora. Pense nisso e lembre-se: “Eu não posso mudar os acontecimentos do meu passado, mas posso mudar a representação que dou a eles”.

 

Agora que falei sobre as vantagens de ressignificar, vou adorar saber de você: É possível superar algo marcante, por meio de uma nova reflexão/visão? Deixe aqui a sua opinião!
Um grande abraço!

Claudia

Adicionar Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *