Claudia Dias

O que são crenças , como elas influenciam sua vida?

crenças impulsionadoras - crenças limitates- crenças

Você sabe o que são crenças e como elas influenciam nossas vidas?

Crenças são os princípios orientadores, que usamos para entender o mundo em que vivemos e influenciam profundamente nossos comportamentos.

São as representações mentais de ideias que as pessoas mantêm, consciente ou inconscientemente. Generalizações que criam, no nível inconsciente, regras sobre nós mesmos, sobre aquilo que somos e sobre a nossa relação com o mundo que está a nossa volta. É o resultado da filtragem, processamento e avaliação da informação obtida em experiências e tomadas de decisão passadas. Servem como base para nossos pensamentos, emoções e comportamentos.

Além disso, são nossas verdades pessoais, determinam o que vemos como real no mundo e como reagimos a isso. Elas também desempenham um papel significativo em nossos relacionamentos com outras pessoas e podem afetar nossas decisões em vários aspectos, situações e contextos.

Crenças são baseados em nossa experiência e na  compreensão do mundo ao nosso redor. São importantes porque moldam nossos comportamentos. É importante estar ciente quais são, e tentar mudá-las se forem prejudiciais.

Contudo, cada um de nós possui seu próprio sistema de crença, que nasce através de muitas fontes. Elas não nascem conosco, elas são assumidas por nós a partir de nossas experiências.

Portanto, todos possuímos crenças limitantes e negativas e outras impulsionadoras, entender quais estão orientandos nossa vida é muito importante para alcançarmos os nossos objetivos e termos uma vida mais plena e feliz.

 

crenças impulsionadoras

Tipos  de Crenças

Há uma série de crenças que as pessoas mantêm sobre si mesmas e sobre o mundo ao seu redor. Algumas são motivadoras nos ajudam a focar em nossos objetivos, enquanto outras nos dão esperança ou motivação. Existem aquelas  herdadas desde a tenra infância e aquelas que aprendemos ao longo de nossas vidas.

Logo abaixo conheça alguns dessas categorias  mais detalhadamente.

Crenças Hereditárias

Também conhecidas como crenças genéticas, são uma ideia que afirma que certas características (como inteligência) podem ser amplamente determinadas por fatores herdados, em vez de comportamento ou experiência aprendidas.

Crenças hereditárias são as ideias ou pensamentos que as pessoas têm sobre seus genes. Elas podem ser positivas ou negativas, além de influenciar as ações das pessoas de maneiras prejudiciais a elas. Atividades potencialmente arriscadas porque acreditam que essas atividades podem causar mau funcionamento de seus genes.

A maioria de nós acredita que a genética tem muito a ver com nossas vidas. Tendemos a acreditar que, se alguém tem um traço genético particular, esse traço provavelmente o seguirá por toda a vida. Algumas pessoas chegam a dizer que os genes de uma pessoa ditam todo o seu destino. Más este é realmente o caso?

A genética pode ter um grande impacto em nossas vidas de várias maneiras. Pode determinar nossa propensão a certas doenças.afetar nossas emoções, nossa capacidade de pensar com clareza e nossa capacidade de aprender coisas novas.

Por um lado, a genética pode ser incrivelmente útil. Ela, pode nos ajudar a entender nossa própria biologia e identificar os riscos potenciais à saúde associados a certos alimentos ou comportamentos. Por outro lado, algumas situações, a genética também pode ser difícil de gerenciar. Algumas pessoas podem achar difícil lidar com o fato de serem portadoras de um gene específico para uma doença.

Desse modo,  precisamos nos atentar e revisar sempre essas crenças hereditárias.

Crenças primárias

As crenças primárias são os primeiros pensamentos ou impressões que temos de algo. Eles podem ser conscientes ou subconscientes, e muitas vezes determinam nossas atitudes e comportamentos. As crenças primárias moldam como nos vemos, o mundo ao nosso redor e o que acreditamos ser possível para nós mesmos.

São adotadas desde tenra idade e mantemos ao longo de nossas vidas. Eles geralmente têm um grande impacto em nossas vidas nossas ações e decisões e nos ajudam a entender o mundo ao nosso redor e nosso lugar nele.

Há uma série de crenças que as pessoas mantêm sobre si mesmas e sobre o mundo ao seu redor. Algumas são motivadoras nos ajudam a focar em nossos objetivos, enquanto outras nos dão esperança ou motivação.

Crenças secundárias

A crença secundária é uma suposição derivada de uma crença anterior que nos ajuda a formar julgamentos, avaliar informações e nos motivar. Possuem natureza cognitiva ou motivacional, e podem influenciar como reagimos ou pensamos sobre as situações.

Podem ser qualquer coisa, desde opiniões que temos sobre nós mesmos até suposições que fazemos sobre os outros. É importante notar que as crenças secundárias não são necessariamente erradas, mas não refletem necessariamente nossas crenças verdadeiras. As crenças secundárias podem ser prejudiciais ao nosso relacionamento conosco mesmos e aos nossos relacionamentos com os outros.

Pode ser difícil identificar e quebrar nossas crenças secundárias. Felizmente, existem algumas maneiras de abordar a tarefa. Uma abordagem é pensar sobre nossas crenças em um sentido literal.

Por exemplo, minhas crenças sobre aparência física são baseadas ou no que acredito que outras pessoas pensam de mim? Outra abordagem é pensar sobre como nossas crenças afetam nosso comportamento. Por exemplo, minhas crenças sobre dinheiro estão afetando a maneira como gasto ou invisto meu dinheiro? A chave é sermos honestos conosco mesmos e analisarmos como nossas crenças afetam nossas vidas.

É importante eliminar nossas crenças secundárias porque elas podem nos atormentar e prejudicar nossos relacionamentos. Quando identificamos e quebramos nossas crenças secundárias, somos mais capazes de entender e aceitar nossas crenças verdadeiras. Este processo pode levar a uma visão mais positiva e gratificante da vida.

Como as crenças operam em nossas vidas?

Para sobreviver em nosso mundo em constante evolução, precisamos acreditar em algum sistema ou ordem. Isso pode ser qualquer coisa do mundo natural às normas sociais. Fornecem a base para nossas percepções do mundo e como nos encaixamos nele. Nossas crenças moldam nossa compreensão de quem somos, o que podemos e não podemos fazer e o que é necessário para nossa sobrevivência.

As  expansivas fornecem o espaço em que podemos nos desenvolver e crescer, contribuem e nos ajudam a ver além de nossas limitações atuais e ampliar nossos horizontes. Fornecem a energia e a força necessárias para aproveitar ao máximo nossas oportunidades. Ampliam a esperança de que podemos e alcançaremos nossos objetivos. Além de fornecer base sobre a qual construímos nossas vidas.

Logo,a capacidade de conduzir e expandir nossas crenças é essencial para o sucesso em nosso mundo em constante mudança. Uma base sólida de crenças de condução fornece estabilidade e nos permite perseverar em tempos difíceis.

Um fluxo constante de experiências positivas ajudará a construir a argamassa psicológica que sustenta a construção de um mindset expansivo. À medida que ganhamos experiência e conhecimento, mudamos e crescemos.

Portanto,crenças impulsionadoras mantém nossa motivação, pensamentos positivos e otimismo, diante das circunstâncias da vida.

 Crenças Limitantes?

Já uma crença limitante é um pensamento que limita ou restringe a capacidade de alguém de alcançar algo. Uma pessoa com uma crença limitante geralmente tem dúvidas sobre si mesma, suas habilidades, capacidades e seu potencial.

Da mesma forma,  podem estar ligadas a outras pessoas ou coisas no mundo. Eles servem como obstáculos ao sucesso e limitam suas opções de ação. Alguns exemplos comuns de crenças limitantes são “não sou bom o suficiente”, “as pessoas vão rir de mim se eu tentar isso” e “sou muito tímido”.

Eles são a fonte de nossa resistência ao sucesso. Ideias negativas que nos convencem de que não podemos atingir nossos objetivos ou que não somos bons o suficiente. Pensamentos que nos dizem que não podemos ou não devemos fazer algo. São verdades que tornam a vida difícil ou impossível.

Podem ser nossos próprios pensamentos ou aqueles que ouvimos de outros. Diante disso, é importante notar que as crenças limitantes não são fatos. São simplesmente opiniões que temos sobre nós mesmos.

Por exemplo, se você ouviu e acreditou a vida inteira que possui uma dificuldade, com certeza você terá esta dificuldade. Porque acreditou nisso e tornou isso uma crença interna, uma verdade sua.

Desse modo, quando você me diz que tem um problema na área “tal”, eu acredito nisso porque provavelmente esta é uma crença que se torna sua verdade interna.

Geralmente, as crenças desempenham um papel muito importante em nossas vidas, algumas vezes útil outras difíceis de gerenciar. De qualquer modo,  é uma parte muito importante de quem somos.

Por fim, espero que tenha gostado do texto e se estimulado a mudar sua vida para melhor. No próximo artigo falarei sobre como ressignificar crenças limitantes.

Caso goste de conteúdos sobre autoconhecimento, coaching profissional  e desenvolvimento pessoal. leia mais temas relacionados no meu “blog”. Além disso, conheça meu canal de coach no YouTube.

Abraços,

Claudia Dias

AN